O neto de ‘El Chato’ em um documentário sobre o jornal ” Espanha ” em Tânger

O neto de “El Chato” em um documentário sobre o “Espanha” jornal em Tânger

Um documentário sobre o Tânger jornal Españuma  está sendo filmado  , dirigido pelo jornalista Fernando Santiago, e que contará com depoimentos de historiadores, pesquisadores, familiares e algum sobrevivente que trabalhou no jornal.

 

http://4.bp.blogspot.com/-4hZz1B78kCI/VZ5ptXPO0DI/AAAAAAAAA3FE/8rqPGf7Xpsk/s400/DSC_0001.JPG

O escritor e pesquisador Chema Menéndez, entrevistado para o documentário. Agência fotográfica Febus.

Embora o escritor Chema MenéO ndez já terminou um documentário sobre o Espanha jornal   de Tânger, que em breve verá a luz, hoje, no Centro Internacional de Imprensa de Madri, ele foi entrevistado para outro documentário que curiosamente também lida com o arauto acima mencionado.

Durante sua entrevista, Menéndez lembrou a importância deste jornal, a origem, segundo ele, do “transição jornalística”isto é, da luta anti-Franco na imprensa espanhola e da importância de seu avô, em todo esse caso, desde o qual foi seu maior defensor, em um período de ditadura em que um foi baleado por muito menos. 

Este documentário é dirigido pelo jornalista Fernando Santiago, colaborador do  El Diario de Cádiz ,  Rádio Cádiz , dos programas  La Mirilla  e  La Hora de Andalucíuma  Canal Sur, diretor do  Café programa del Correo  de 8 Televisão e chefe do serviço de vídeo do Conselho Provincial de Cádiz, com mais de 250 documentários por trás, e conta com o apoio da Cádiz Press Association e o Conselho Provincial da cidade.

O documentário mencionado também apresentará depoimentos de primeira linha, como, por exemplo, o de Bernabé euópez García, professor de História e especialista em questões de tangerina, Domingo del Pino, escritor, jornalista, pesquisador e grande conhecedor da história de Tânger e algum sobrevivente da redação do jornal, como é o caso de Manuel Cruz Fernández, diretor do arauto na época em que as autoridades marroquinas forçaram, em 1971, seu fechamento.

LER  Melhor do que nunca aos 70 anos: celebridades

Assim, parece que, aos poucos, e graças, entre outras coisas, ao trabalho do neto de “El Chato” o jornal  Españuma  de TáO dedo começa a se tornar cada vez mais conhecido, algo que nunca deveria ter acontecido, porque é um dos mais importantes para entender a história do franquismo e sua idiossincrasia.

 

http://2.bp.blogspot.com/-sZof1BmhhU4/VZ5x-_zgUNI/AAAAAAAA3FU/m0QcTjORSvs/s400/DSC_0010.JPG

Chema Menéndez em um ponto da entrevista. Foto Febus.

 

http://2.bp.blogspot.com/-lNI4uqOlYTc/VZ5yc3gBkmI/AAAAAAAA3Fc/EWhpmyPV3os/s400/DSC_0012.JPG

Outro momento da gravação. Foto Febus.

 

http://3.bp.blogspot.com/-hJOHbI0daEQ/VZ5yyjba0dI/AAAAAAAAA3Fk/Jhz-J3TDG4k/s400/DSC_0016.JPG

A equipe de documentários com Fernando Santiago, à frente, e o neto de “El Chato”. Foto Febus.

 

O outro documentário do jornal “Espanha” em Tânger, que será lançado em breve. Na foto vemos Núñez, Cohen, “El Chato”, Corrochano Jr., Coello, Pereda e Garcíum pastor.